A cirurgia da catarata é também um procedimento refrativo

A cirurgia da catarata é também um procedimento refrativo

O cristalino é uma lente natural do olho. Em condições normais é transparente o que permite a passagem de raios luminosos e a sua focagem na retina, obtendo-se dessa forma uma imagem nítida. Quando o cristalino opacifica ocorre a catarata. A catarata é muito prevalente e pode provocar cegueira.

Quanto ao tratamento, a solução passa por realização de cirurgia. O tratamento é sempre cirúrgico, não existindo actualmente qualquer tratamento médico eficaz.

A técnica cirúrgica mais utilizada é a facoemulsificação, com colocação de uma lente intra-ocular, o que permite uma rápida recuperação visual. É uma cirurgia segura, com uma taxa de sucesso muito elevada.

Usando as lentes intra-oculares adequadas, a cirurgia de catarata também permite corrigir astigmatismos superiores a 1,5 dioptrias, com lentes tóricas, ou obter boa acuidade visual não só para longe como também para perto e distância intermédia, recorrendo a uma diversidade cada vez maior de lentes multifocais (Lentes Premium).

Assim, a cirurgia tende a realizar-se mais precocemente, muitas vezes a partir dos 55 anos. A biometria perfeita (cálculo da lente intra-ocular) e uma técnica cirúrgica sem falhas, permitem o resultado cirúrgico pretendido.

Com o especialista Dr. Luís Violante e a sua equipa, temos as condições excelentes para se realizar este tipo de cirurgias,  onde o objetivo é a qualidade visual do doente e a sua comodidade na execução das suas tarefas de vidas diária.

Informe-se na Clínica Médica Fátima Salvado